ALL GARB DESUNITED

sexta-feira, junho 03, 2011

EMBRUTIDO DO ESPÍRITO DE SELECÇÃO, EU

Aqui fica nesse sentido uma bela pic vintage arrebanháda do berlog do ti rex. Peço que se manelmaxádem (do verbo focar, maderfocas) apenas na fila do meio e nos seus respectivos extremos. Na direita temos um jovem José Manuel Coelho, num day job que parece que nunca mete no currícle.

Mas os holofotes são claramente roubados por Camacho Vieira, no lado oposto, que também fez de pai do Seinfeld há uns anos atrás, antes de concorrer a presidente da junta do Boca Vista Juniors com Cosmo Kramer como João Gabriel de campanha dele.

A indumentária 50/50 entre fatigravata e fatrêine é divinal. Quase nos faz esquecer que faltam ali uns calções verdes àquela malta toda, para que pareçam menos o Benfica e mais a Shelleção.



MELGAREJO... SERIOUSLY!

Nome de marca de AZEITE, in your faces!

Mas rebusgugalando ainda mais...
Definición de Melgarejo
Hadado tanto luste la familia Melgarejo que este linaje tan
solo es bastante para enorgullecer al pueblo de Mula (Murcia)
en, que asentado definitivamente en la primera mitad del siglo
XIII, sus miembros han realizado miles de proezas y han
extendio por media España su nobleza y su gallardía.

El Libro de la Familias dice: Es notorio que la ilustre
familia de Melgarejo tan extendida en diveras partes de España
es tan antigua que se ignoran sus principios; el que más se
asegura en su origen es el "Libro de los Linajes y Población
de la Ciudad de Sevilla", en donde tratando de esta familia
dice ser su Progenitor aquel valeroso capi´tan del Rey Don
Pelayo, llamado Melcar, hijo de otro Melcar y nieto de Alarbot
de la esclarecida snagre gótica

Otro Significado de Melgarejo
toda persona que tiene ese apellido es muy hermosa viene del
latin precios como "VANIA"

MELGAR... SERIAMENTE?

"UNIDOS PONDREMOS A MELGAR DONDE SE MERECE"

Quipamentezinhe rubrinêgare do sófá e tude, joma lá!



Se bem caqui é da optimus:

MELGAREJO? SERIOUSLY?

Lá "acordo" com o zénuneje a fazer a piada óbvia...
MELGA + PERCEVEJO

Bem, ao menos fez um LL de top, comparou o John Carew ao vocalista dos Fine Young Canibals, ganda malha. Eu já tinha tentado com o Lescott do City, mas este é superior sem dúvida.

quinta-feira, junho 02, 2011

MEMA GAJA, CABELO DIFRENTE?



Som de traque: diz que é o tal que o Futre diz que "partiu tudo aqui num jogo da Taça Uefa... um jogador fantástico... fantástico!"

CARTAS ABERTAS FOREVER!!!!

ATÉ UM DIA...

Comuniquei ontem ao presidente do Portimonense a minha decisão de não permanecer no comando técnico da equipa de futebol profissional do clube. Faço-o, não por razões de calculismo pessoal, numa altura em que as notícias apontam para uma eventual desintegração do futebol profissional do Portimonense. Pelo contrário, acho que o clube vai encontrar uma solução directiva credível e acredito que vai regressar à Liga Zon Sagres muito rapidamente.

A minha decisão tem a ver com outras razões, pessoais e de convicção de que fecho um ciclo no Portimonense. É verdade que não atingimos o objectivo da permanência, mas parece ser uma opinião consensual de que o teríamos conseguido se o campeonato tivesse durado mais três ou quatro semanas. O trabalho realizado permitiu que, pessoalmente, reabilitasse a minha imagem e da equipa, tornando o Portimonense, na segunda volta do campeonato, numa equipa do meio da tabela, numa classificação virtual apenas respeitante à segunda metade da época. Isso reflecte um pouco melhor a qualidade dos jogadores do Portimonense e que a minha decisão de aceitar um desafio tão difícil estava certa.

Fecha-se, portanto, um ciclo. Mas seria de uma ingratidão enorme da minha parte, fechá-lo sem reconhecer a importância de algumas pessoas, durante este curto mas estimulante percurso de meia época. Por isso, devo um agradecimento profundo ao presidente do clube, porque teve a coragem de apostar num treinador que tinha uma imagem negativa, criada intencionalmente por alguma imprensa. Sei que o fez, contra tudo e contra todos, o que reforça a sua decisão e a sua perseverança. O presidente, Fernando Rocha, distinguiu-se nessa decisão, porque agiu por convicção. Poucas semanas depois de eu ter assumido o comando técnico da equipa, numa altura em que os resultados não eram propriamente animadores, voltou a fazê-lo. Trata-se de um grande dirigente, de um grande amigo, mas sobretudo de uma grande pessoa.

Estendo os meus agradecimentos a um conjunto de pessoas que foram determinantes para que se criasse um ambiente harmonioso, profissional e de grande compromisso entre todos. O vice-presidente José Rebelo (coadjuvado pelo Dr. Silveira), dirigente que não conhecia e que foi de extrema importância para o plantel. Inexcedível, fantástico e decisivo. Um dos melhores dirigentes com quem trabalhei, em mais de vinte anos de treino e profissionalismo.

É também de fulcral importância realçar o papel do secretário-técnico, Amílcar Delgado, um elemento de grande qualidade humana e profissional onde a sua intervenção foi muito mais além do que aquilo que era as suas responsabilidades, do popular "Cruyff", o nosso roupeiro, que nunca faltou com nada aos jogadores e aos treinadores. Também é justíssimo realçar o desempenho do pessoal médico do clube, em especial o senhor José Manuel, massagista e um companheiro de todas as horas e por fim do nosso Hélder Correia homem que tudo fez para que o palco onde trabalhávamos e jogávamos se apresentasse nas melhores condições. Todos eles são peças insubstituíveis de uma equipa que, fora do campo, é vencedora, determinada e bastante unida.

Finalmente, a claque, os adeptos, os jogadores e a equipa técnica. A claque BiancoNero pelo grande apoio que deram á equipa, pela coragem, sacrifício e dedicação que sempre demonstraram, ficando bem patente nos milhares de kms que fizeram com prejuízo das suas vidas pessoais e profissionais apenas com o sentido de ajudar o grupo a alcançar os seus objectivos. Os restantes adeptos que me ofereceram, a mim e aos jogadores, uma das mais espectaculares imagens de que alguma vez terei memória. Um estádio quase inteiro a aplaudir a equipa e os seus treinadores, no final de um jogo onde o Portimonense acabaria por descer de divisão, embora vencendo-o. É algo que deixa uma marca profunda e que jamais esquecerei. Quanto aos jogadores, o que posso dizer é que são melhores do que muita gente pensa. E a sua grande vitória, foi terem conseguido demonstrá-lo. Tenho uma grande estima por eles e sei que esse é um sentimento recíproco. E sei que, no futuro, me voltarei a cruzar com alguns deles. Dificilmente, na minha carreira, voltarei a encontrar um plantel tão unido, tão solidário e com tanto carácter junto por metro quadrado. Á minha equipa técnica (Hélder Cristóvão, João Bastos, João Martins e Daniel Magalhães) pela competência, apoio e solidariedade que sempre demonstraram ao longo destes cinco meses de trabalho estando com o seu líder nos bons e maus momentos.

Obrigado a todos, mas especialmente obrigado ao Portimonense. Um clube que desceu, mas fê-lo com dignidade. Um clube que voltará a subir e a dar alegrias aos seus adeptos, porque é esse o destino de um clube de gente séria, humilde e competente.

Um grande abraço
Carlos Azenha

quarta-feira, junho 01, 2011

ALÔ ZÉ DAS FINAÇAS

5,8? Isse é tipo o valor do Roberto mas ao contrário, diz lá. Dá pra dispensar o MÁNIXINHE e ainda assim não chega aos 7 sequer.

terça-feira, maio 31, 2011

HOW I METARANTI NYOUR MOTHER



Sim, já sei que um é loiro e o outro não, mas quando vejo a sére lembro-me sempre do espadaúde de biladoucoaunde... e, sim, o Jardel também entra no Raising Hope. Essa é de certeza.

segunda-feira, maio 30, 2011

HOLA...

...en qué se queda éza traducion, carajo? MERDOSO ou MEDROSO?

OLÁ...

"A mistura do problema familiar com a questão profissional, que o levou a sair da Académica, já existia em Olhão. E Jorge Costa devia ter tido a hombridade de ter dito isso mesmo ao presidente da Académica. Se o tivesse feito e com o impacto eventual desses problemas, Jorge Costa, por muito que gostássemos que viesse, não teria vindo."

AINDA A TAÇA DE PORTUGAL

A muita gente, que só fala em totais de troféus nacionais, europeus, latinos e mundiais, passou ao lado uma piquena grande coisa: o Porto ultrapassou o Sporting em Taças de Portugal ganhas.

E em termos de resultado, também ninguém recordou que a última vez que tinha haivdo um 6-2 numa final da Taça tinha sido em 1964.

Benfica, 5 - Porto, 2.

Mais perto disso e mais perto no tempo só em 1993:

Benfica, 5 - Boavista, 2.

Sim, a final do Futre.